06. Criando estrutura uMov.me

Para criar uma estrutura uMov.me,  acesse o ícone  ou "Gerenciar Ambiente",  aonde temos em dois locais destacados abaixo.

https://sites.google.com/a/sol7.com.br/bimachine/administracao-do-ambiente/como-se-cria-uma-estrutura-de-origem-sql/inicioestrutura.png


Na aba do projeto, selecione a aba de "Dados" e clique em .




Você verá uma tela nova, contendo 6 passos, sendo a primeira, "Informações" para criar uma nova estrutura de dados, informe:
  • Nome Visualização: nome da estrutura;
  • Descrição: uma breve descrição do projeto, se você desejar colocar;
  • Manter Histórico dos Dados: Existem dois tipos de cargas a Total e a Incremental, sendo que se você marcar está opção (Manter Histórico dos Dados) você não poderá executar a carga total, ou seja não poderá limpar a estrutura, não é mais possível remover os dados já inseridos, apenas inserir dados novos;
  • Ícone: para mudar o ícone da estrutura (o mesmo de "pastas" do projeto);
  • Grupo: pode deixar a estrutura em um grupo, organizando as estrutura deixando separado por grupo;
  • Tipo estrutura: sendo que existe a analítica e a de dados.
    • Analíticacriar objetos a partir da informação dessa estrutura;
    • Dados: serve como apoio para criação de uma estrutura mais complexa (não sendo possível explorar os dados).
https://sites.google.com/a/sol7.com.br/bimachine/administracao-do-ambiente/dados/como-se-cria-uma-estrutura-de-origem-umovme/passo4.png


Nela você irá informar qual o gerenciamento de conexão, caso não tenha clique em "Criar nova conexão de dados", criando uma você poderá utiliza-la em outras estruturas. Para saber melhor sobre esse gerenciamento de conexão acesse Conexão de Dados

Nesta tela você irá informar:
  • Usuário
  • Senha
Algumas ações nestas telas são possíveis:
  • Gerar formato BIG TABLE (botão selecionar): define a estrutura que armazena os dados da origem;
    • Marcado: cargas um pouco mais demoradas, mas com acesso aos objetos mais rápido e mais agilidade nas alterações do mesmo;
    • Desmarcado: cargas mais rápidas, mas com acesso um pouco mais lento aos objetos e pode ocorrer algumas lentidões nas alterações dependendo a dimensão usada;
  • Padronizar dados (botão selecionar): ele já vem marcado, podendo na próxima etapa definir essa padronização, se desmarca a etapa "padronização" não é realizada uma nova etapa.
  • Validar consulta: valida o SQL que você irá utilizar para trazer os dados, garantindo assim que o mesmo não contenha erros;
  • Preview de Dados: caso queira uma prévia dos dados retornados e que irá para a estrutura.



Na próxima etapa "Estrutura", iremos configurar os campos:
  • CHAVE: Permite selecionar um campo chave para a estrutura. Este campo é utilizado nas cargas incrementais para controlar os registros já inseridos;
  • Campo: o nome "real" do campo, para utilizar como referência em uma medida calculada ou qualquer outra coisa que fazer no MDX;
  • Nome Visualização: você pode modificar esse campo até mesmo quando for editar, podendo deixar espaços e letras maiúsculas tornando o nome da dimensão que irá ver;
  • Tipo de Dimensão:
    • Regular: torna uma dimensão descritiva nos objetos;
    • Tempo: torna uma dimensão de tempo nos objetos, podendo usar como filtro de periodicidade;
    • Medida: torna o valor nos objetos;
    • Geo referência: torna a localização nos objetos dos Mapas;
    • Somente filtro: torna o filtro uma ordem sobre uma dimensão (bastante útil nas DREs, Balanço patrimonial e fluxo de caixa).
  • Todos: se desmarcar, ao selecionar a dimensão, os dados não terão um agrupamento, apenas serão listados os membros da dimensão. CUIDADO: isso pode demorar ou até travar o objeto ao acessa-lo dependendo a quantidade de informação da origem;
  • Ordenação: se escolheu algum "Tipo de Dimensão" como "Somente filtro", nas outras informações apresentadas, pode utiliza-la como referência para ordenar;
  • Operação: somente quando for medida:
    • SOMA: somando as medida de acordo com a apresentação dos objetos;
    • CONTAGEM: torna uma contagem de medida e nesta contagem é somada de acordo como for apresentado os objetos;
    • MÍNIMO: traz o valor mínimo sobre a informação apresentada nos objetos;
    • MÁXIMO: traz o valor máximo sobre a informação apresentada nos objetos;
    • MÉDIA: traz a média do valor sobre a informação apresentada nos objetos;
    • CONTAGEM DISTINTA:  torna como uma contagem distinta, sendo que não será SOMANDO quando for apresentado nos objetos.
  • Máscara: somente quando for medida:
    • Padrão: valor que já vem trazendo;
    • Porcentual: torna e transforma o valor em percentual;
    • Moeda: torna o valor em moeda. Exemplo "22.20" fica "R$ 22,20";
    • Fixo: torna e arredonda o valor mesmo que esteja com casa decimal como um valor inteiro;
    • Hora: torna um valor ou uma informação em horas, com casas decimais.
https://sites.google.com/a/sol7.com.br/bimachine/administracao-do-ambiente/dados/como-se-cria-uma-estrutura-de-origem-umovme/passo4.png


Na próxima etapa "Hierarquias" onde você poderá criar hierarquias, clicando no botão "Criar dimensão hierárquica", abrirá uma tela.

https://sites.google.com/a/sol7.com.br/bimachine/administracao-do-ambiente/dados/como-se-cria-uma-estrutura-de-origem-umovme/passo5.png

O que são dimensões hierárquicas? Para que serve?
Uma dimensão hierárquica é uma dimensão composta por mais de um nível.

Exemplo: temos as dimensões estado, cidade e loja
Podemos criar uma dimensão hierárquica chamada "Grupo Lojas", onde esta será composta das três dimensões citadas acima.
Ao expandir essa nova dimensão em uma análise, o primeiro nível a ser apresentado será o estado, logo em seguida, a cidade e, caso seja necessário, temos a opção de descer à nível de lojas.

Na tela abaixo, ao lado direito clique em "Nova hierarquia". 



Nesta nova tela escolha a ordem e quantas dimensões deseja utilizar.
OBS.: A ordenação das dimensões pode ser alterada conforme a necessidade do cliente, ao criar uma nova hierarquia (apresentado na figura abaixo).

Na figura abaixo está sendo criado a hierarquia padrão da dimensão "Grupo Lojas". Ao deixar o campo "Nome" vazio, a ferramenta assume que o nome da hierarquia seja "Grupo Lojas".


Na figura abaixo está sendo criado a hierarquia "(Cidade / Loja)" da dimensão "Grupo Lojas".


Após a criação das duas hierarquias, será apresentado ao usuário a seguinte tela:


Ao editar a dimensão "Grupo Lojas", serão apresentadas as duas hierarquias, conforme destacado na figura abaixo.




Permissões

Observe o ícone em forma de cadeado, nele você pode definir as permissões da estrutura em questão (usuários que poderão ou não acessar os dados dela).